Ir em baixo
avatar
Admin
Mensagens : 11
Data de inscrição : 06/11/2018
Ver perfil do usuáriohttps://politicadeformacao.forumeiros.com

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ

em Qui Nov 08, 2018 11:20 pm
A Política de formação do Estado do Piauí busca sua consolidação na proposta da Meta 16 do Plano Nacional de Educação, que visa “formar, em nível de pós-graduação, 50% (cinquenta por cento) dos professores da educação básica até o último ano de vigência deste PNE, e garantir a todos (as) os (as) profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualizações dos sistemas de ensino.” Para atingir tal meta, a estratégia (16.2) propõe consolidar a política nacional de formação de professores e professoras da educação básica, definindo diretrizes nacionais, áreas prioritárias, instituições formadoras e processos de certificação das atividades formativas. Seguindo a Meta 16, do PNE, a meta 16, do Plano Estadual de Educação, PEE.
  

SEÇÃO I-  Práticas pedagógicas, currículo e avaliação.


A Política de Formação da Rede Estadual de Educação, que tem como referência o Centro de Formação Antonino Freire, ao oportunizar a formação continuada dos profissionais da educação, se pauta nos paradigmas que visam a uma prática proativa, comprometida, dialogante, dinâmica, holística. Para que essa formação seja exitosa, fazem-se necessárias ações reflexivas permanentes que garantam a permanência e o sucesso do aluno.
 
Subseção  I – Prática Pedagógica

I - 
A prática pedagógica dos professores tem ocupado relevante espaço no cenário de estudos acadêmicos e em cursos de formação continuada em que docentes e pesquisadores se debruçam para estudar e compreender o assunto. Muitos ainda, não distinguindo as diferenças entre prática educativa, prática pedagógica e prática docente, as interpretam como sinônimas.


II - A prática pedagógica pode ser compreendida como “um conjunto complexo e multifatorial em que decisões, princípios, ideologias, estratégias são ingredientes estruturantes das práticas” (FRANCO, 2012, p.156). Práticas que, conforme a autora, só podem ser percebidas e compreendidas na perspectiva da totalidade.


III -  A prática pedagógica se consolida por meio dos conhecimentos e saberes que o professor traz na sua bagagem cultural e sua base epistemológica. No que se referem aos saberes, conhecimentos e competências necessárias à profissão docente, vários teóricos discorreram sobre o tema e até formaram um corpus de saberes.


Subseção II - Currículo

As dificuldades encontradas pelos professores na compreensão de currículo e, mais ainda, na implementação das ações pedagógicas deverão orientar a política da formação continuada, uma vez que “o currículo é o núcleo e o espaço central mais estruturante da função da escola”, conforme Arroyo (2013).



I -   O currículo assume uma variedade considerável de significados dependendo do contexto. Além dos conceitos científicos já conhecidos, vivenciamos várias situações em que o termo aparece como grade de disciplinas; lista de conteúdos de uma proposta pedagógica; lista de conteúdos disposta no final do livro didático; e até mesmo o conjunto de livros didáticos adotados por uma escola em determinado ano pode ser denominado currículo por alguns;


II-     O Centro de Formação Antonino Freire observará, na construção de seu plano de Formação, além dos currículos, as leis, a formação e as especificidades do universo profissional na escolha dos cursos de Formação que pretende oferecer;


III-  No planejamento e implementação dos cursos a serem oferecidos, deve-se considerar o contexto das classes populares onde trabalha o professor, já que a maioria dos alunos da rede estadual pertence às classes populares menos favorecidas;


IV-  Além de contemplar o contexto educacional destas, o currículo da política de formação estadual levará em conta as Diretrizes Curriculares da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e Ensino Médio, a BNCC, o currículo já existente na base comum, bem como as particularidades de cada região em suas modalidades de ensino.
 

Subseção III - Avaliação


A prática avaliativa dos professores tem se efetivado de forma pontual e burocrática, indo de encontro à vasta produção teórica do campo que aponta para uma concepção mais processual, global e reflexiva acerca do processo ensino-aprendizagem. Segundo Barbosa (2011), essa prática sustenta-se na concepção de avaliação como medida cuja finalidade é classificar os alunos conforme seu desempenho em função de um resultado considerado ideal, levando-os a valorizar os resultados em detrimento da aprendizagem.


I-        A avaliação deverá ser ressignificada no sentido de que a relação professor-aluno, entre ensinar e aprender produza necessidades, levantadas e refletidas, que venham desencadear mobilização para estudar e aprender na escola;


II-     Nessa perspectiva, a avaliação constitui-se como ponto de partida e de chegada do processo ensino-aprendizagem cumprindo as funções de diagnóstico, de gestão e de redimensionamento das ações educativas envolvendo todos os sujeitos da escola;


III-      A construção do Plano de Formação da Rede Estadual do Piauí observará a dimensão antropológica, acolhendo, valorizando o profissional a ser formado como um ser humano dotado de sentimentos, inquietações, dúvidas, incertezas, sonhos e características pessoais.


 
SEÇÃO II- Modalidades de formação continuada


A fim de contemplar a proposta da política de formação do estado do Piauí, especificamente, no tocante aos tipos de Formação Continuada que serão referências para a rede estadual de ensino, bem como para a expansão das formações que contemple um maior número de profissionais da educação,
I -    Ofertar cursos na modalidade presencial ou à distância: presencial – quando o curso for totalmente realizado no Centro de Formação e ou em local determinado pelo Centro; à distância - modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos formativos ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação;


II -   Na Formação Continuada, as ações formativas aqui propostas  devem ser ofertados pela Rede serão classificadas nas modalidades a seguir: a- Cursos Livres  (eventos, simpósios, colóquios, Fóruns, Mostras de Pesquisa, entre outros) até 40 (quarenta) horas; de Capacitação em serviço – Acima de 40 (quarenta) horas; e de Cursos de Especialização – Acima de 360 horas.
 
III -  A Rede deve selecionar um Técnico (a) de formação para as Gerências Regionais de Educação – GRE’s proporcionar a integração das 21(vinte e uma) gerências regionais de educação para uma política de formação mais unificada;
 
IV - A Rede deve adotar algumas cidades polo ou de referência do estado para promoção de Formação Continuada como forma de expandir e apoiar as formações no interior do estado;
 
V - O Centro deve criar uma plataforma unificada da Rede que permita a oferta de cursos por meio da Educação à distância, com objetivo de ofertar cursos também nesta modalidade. Assim, mais profissionais da educação serão contemplados com as formações;
  
VI  -  Denominam-se Reuniões Técnicas (RT) encontros realizados e planejados pelos diversos segmentos da Secretaria de Educação, a fim de atender às demandas urgentes ou ações planejadas, de forma que não haja certificação, ressalta que não haverá certificação para essa modalidade;


VIIAs RT não exigem cara horaria mínima e/ou professores especialistas para que elas aconteçam. Assim, as referidas reuniões não precisam ser direcionadas ao Centro de Formação (exceto em caso de se utilizar a estrutura física para o encontro).


VII -  No que diz respeito à certificação, esclarece-se que ocorrerão somente para os cursos de formação continuada e será de responsabilidade do Centro de Formação Antonino Freire. Ao passo que declarações de presença nas Reuniões Técnicas serão incumbências da Seduc (Sede). 
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/11/2018
Ver perfil do usuário

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty Avaliação do Texto

em Qua Nov 28, 2018 2:03 pm
Prezados Colegas,

Estou fazendo uma leitura aqui e encontro que:

Seguindo a Meta 16, do PNE, a meta 16, do Plano Estadual de Educação, PEE. "Meta 16 está repetida".
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/11/2018
Ver perfil do usuário

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty Re: CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ

em Qua Nov 28, 2018 2:06 pm
Talvez fosse interessante acrescentar aqui que o currículo, quando menciona sobre "contexto", deveria considerar também as questões culturais e sociais.

I - O currículo assume uma variedade considerável de significados dependendo do contexto. Além dos conceitos científicos já conhecidos, vivenciamos várias situações em que o termo aparece como grade de disciplinas; lista de conteúdos de uma proposta pedagógica; lista de conteúdos disposta no final do livro didático; e até mesmo o conjunto de livros didáticos adotados por uma escola em determinado ano pode ser denominado currículo por alguns;
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/11/2018
Ver perfil do usuário

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty Re: CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ

em Qua Nov 28, 2018 2:07 pm
Aqui a ideia do uso "de encontro" é a de "chocar" mesmo, né?

indo de encontro à vasta produção
avatar
Admin
Mensagens : 11
Data de inscrição : 06/11/2018
Ver perfil do usuáriohttps://politicadeformacao.forumeiros.com

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty Re: CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ

em Ter Dez 04, 2018 2:49 pm
Boa tarde!
Recebido
Conteúdo patrocinado

CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ Empty Re: CAPÍTULO III- CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PIAUÍ

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum